Processadores Intel de 7nm adiados para 2022

Através de um relatório financeiro relativo ao último trimestre, O CEO da Intel, Bob Swan, revelou que a transição da marca para o processo de fabrico de 7nm está oficialmente adiada para a segunda metade de 2022, ou até para o início de 2023.

A companhia indica ter tido “um excelente trimestre, bom acima das expetativas,” tendo registado lucros recorde na ordem dos $19.7 mil milhões de dólares. No entanto, alguns segmentos de menor dimensão sofreram quedas abruptas, como são exemplos a IoT e o Mobileye. Em relação à transição para 10nm, a marca confirmou também que os processadores Alder Lake serão disponibilizados na segunda metade do próximo ano.

 

 

Estas declarações revelam que a Intel está a ter dificuldades na sua transição para 7nm, facto que pode ser justificado por questões de volume de produção, que devem demorar cerca de um ano a corrigir. Mais ainda, o anúncio do adiamento, por curto que seja, levaram as ações da Intel a cair.